sexta-feira, março 17, 2006

A MINHA PRAIA PREDILECTA


Vieste ter comigo à minha praia
Deste-me um beijo
Trouxeste contigo o sorriso e o sol
Vi-te chegar
Caminhavas sobre a areia húmida pela linha da maré
Deixando marcas que o mar apaga
Vi-te uma primeira vês entre o horizonte e o céu
Ao longe.
Sabia que eras tu
O coração nunca se engana
Fiquei numa espera ansiosa sentado no meu rochedo predilecto
Onde descanso e deixo o pensamento livre, partilhar as viagens do mar
Vieste ter comigo
À minha praia do Cabo do Mundo.
João marinheiro ausente
Fotografia de Barcoantigo

4 comentários:

Gláucia disse...

Também gostei muito daqui. Virei visitar-te. E fiquei muito feliz, porque creio ter compreendido algumas das razões que me fazem passear a vontade por teus poemas.

Arthur Saraiva disse...

Fogo, mar, o Sol também tem que ir à praia?Não será muita gente junta???? eheheheheehh. Gostei.

Ana Luar disse...

Lindo esse desabafo de saudade...da velha pedra onde te sentavas a contar ao mar os teus segredos, na velha praia do cabo do mundo. Gosto quando me contas os teus segredos.

Anónimo disse...

És tu J...J?
Diz-me se és tu?
Diz-me.

A.