segunda-feira, março 06, 2006

DESAMORES VII















Amo-te.
Normalmente, os homens dizem “amo-te” no fim.
No fim de quê?
No fim do sexo.
E quem te disse a ti que quero o teu sexo?
E não queres?
Quero.
Então porque mentes?
Não minto.
Não mentes ou não queres confessar que queres o meu sexo?
Não te quero começar a perder.
E quando é que isso acontecerá?
Quando julgares que amar-te e querer o teu sexo é a mesma coisa.
E não é?
Não.
Porquê?
Porque te amei antes de saber que tinhas sexo.

Poema de João Lopes
Revista Egoísta nº15 Maio 2003 edição do Casino Estoril

1 comentário:

Ana Luar disse...

Simplesmente lindo.........