terça-feira, janeiro 01, 2008

Saudade

O longe não é estar ausente
mas sim o sentir saudade
de não poder estar presente.

João marinheiro Leça da Palmeira Novembro de 1982

8 comentários:

Maria disse...

Eu sei que tenho papéis com coisas escritas há muito tempo. Um dia destes (há uns anos) passaram por mim, acho que os guardei.
Estes teus poemas de 1982 levam-me a ir à procura deles, dos meus, que não devem estar longe... logo verei se são publicáveis...

Obrigada por esta partilha, João.
Bom ano de 2008 para ti.

Anónimo disse...

haiku de rara sabedoria.





beijo.Te.


bom ano.




.piano.

Berta Helena disse...

Tão sábia esta mensagem.

Feliz Ano Novo.

Um abraço.

Aninhas disse...

Que saibas cerrar portas e abrir outras. Que consigas olhar o mundo como se fosse novo. Que consigas descobrir outras formas de amar e de estar.
Que partas à aventura e à descoberta, num novo barco feito à medida de novas terras.

Bom ano de 2008.

© Piedade Araújo Sol disse...

Palavras tão belas...e tão sábias..

Ana disse...

Podes até não estar presente nos corações de muitas pessoas, porque apenas passam pela vida e nela não querem permanecer, mas eu quero viver e, podes ter a certeza que estás presente na minha vida e no meu coração...
Abraço ;0)

marta disse...

A pior ausencia é a de quem está do nosso lado, ao alcance da nossa mão, mas que não podemos tocar!

Feliz 2008!

Beijo.

Bichinho disse...

É verdade...beijo fantasma.