quarta-feira, novembro 15, 2006

São duas e tal da madrugada e tenho medo
Tu já não estás comigo.
Hoje deito-me só. Levanto-me só
Quero dormir não consigo, sinto a falta de ti na distância do meu abraço.
Tu sabes que gosto de te sentir.
Descansar a minha mão em ti
Beijar-te pela madrugada enquanto dormes sorrindo.
Olhar-te
Tu sabes e já não estás.
E sinto frio o teu lado da cama
E sinto esta cama tão grande sem ti.
E tu não estás!
E eu amo-te.
É mais forte que eu.
Este sentir amordaçado…

2 comentários:

Crystal disse...

Apenas um beijo.Um beijo de coração cheio...

Morgaine disse...

Primeiro este, porque também é digno! E o amar.. antes teres amado e sofreres do que nunca teres amado! é mesmo assim o nosso destino

bjs Joao