domingo, maio 14, 2006



Passei já

A dolorosa fase da tua ausência

Fiz o luto das palavras assumidas

A revelação de meu amor por ti

O teu desamor por mim

Já não existo em ti

És

A minha memória virtual

A quem escrevi

As palavras da saudade

Hoje renasci do nada

Olho para dentro e

Vejo a ferida curada

Tenho plena consciência da cicatriz visível

O que resta de ti

14 comentários:

tb disse...

Navega nas ondas desse mar adentro e ele cicatrizará as marcas que sempre ficam quando os sargaços são arrancados...

Anónimo disse...

http://carmelo.blogtok.com/index.php

A malta do BlogTok pede-te o contacto, para te dar uma palavra em grande.

Anónimo disse...

BlogTok.com - xis@blogtok.com

goticula disse...

Tuas palavras sempre lindas...

Claudia_peixinha disse...

È o melhor a fazer ,guardar no peito os bons momentos passados e voltar a RENASCER para a vida.

Força:)

Boa semana,jokas:)

Ana Luar disse...

Memórias de amor... algo que nos marca eternamente.
Memórias que se constroiem na dor da ausência... Mar, as cicatrizes podem não ser visiveís aos olhos dos mais despistados, mas estão aí bem perto desse coração que bate descompassado na procura do passado.
Vive mar!
Ou então apenas sobrevive... mas não te prendas nas redes dos sonhos...
Aprendi a gostar da palavra saudade....
Talvez porque seja na saudade que guardo memórias de coisas que me fazem sorrir.

Vanda Baltazar disse...

Lobodomar, dá a volta ao "bote" que tenho la uma surpresa para ti!

Abraço!

Susie disse...

Não comento. Porque é muito bonito.

Um beijo. Ondulante.

Lanna disse...

Curado???!!!!

Mendes Ferreira disse...

e como eu gostei de o encontrar no blog da Vanda....elo/belo.


e aqui tb. claro....sem cicatrizes...embora elas fiquem...o tempo amacia...quase tudo.


um beijo.

goticula disse...

Querido lobindo do mar...beijinho para ti.

O que seria de nós sem cicatrizes...não havia passado...um presente cheio de medo...e o futuro?

alice disse...

olá lobo do mar

muito obrigada pela tua visita

gostei de receber as tuas palavras

e de voltar a navegar por aqui

um grande beijinho,

alice

Rui disse...

Não se esquece.

ACENDALMA disse...

Quando a cicatriz é visível, o luto tem de ser mesmo completo, sentido nas profundezas da Alma.

Talvez