sábado, maio 06, 2006

ESTAMOS LONGE.DEMASIADO...


Estamos longe. Demasiado…
Penso em ti
Não te entendo?
Pedes-me que vá até ti
E dizes que sou um amor pecaminoso…
Acordas-me com palavras de amor
Presas na caixa de mensagens
Que teimo em revisitar ao longo do dia
Para me sentir mais perto de ti…
Fico saudoso,
Acordo manhãzinha cedo nesta terra estranha
Sopra um vento forte
Não navego
Os barcos quedam varados na praia
Em terra tristes, desejosos de vogarem
Nestas águas verdes mediterrâneas.

…A barca de que Dali gostava queda-se a desfazer-se
Atravessada por um cipreste junto à sua casa…

Percorro este trilho de pedras negras
Um lugar de criação mística do génio
À sua amada Gala
E o pensamento voa para junto de ti
Queria-te aqui e agora
Só aqui!
Não sei de ti
Não atendes o telefone
Já não lembro o teu riso
O timbre da tua voz
Assalta-me um medo frio. Ventoso
Repete-se a história uma outra vez por cá
E ando só por esta terra estranha
Contemplando os rostos dos namorados felizes
E sinto saudade tua
De te dar a mão
De me rir contigo
De te olhar nos olhos
Passear contigo mãos dadas pela Calle que bordeja o mar
Este mar de mistério verde-esmeralda e águas transparentes…
Passeio-me só por aqui hoje
Olho
Continuo saudoso
Não sei se te amo já
Ou se és uma memória
Das muitas que tenho
Memória virtual…

João marinheiro ausente Porttlligat – Cadaqués 30/04/06
Fotografia de Barcoantigo

6 comentários:

Mendes Ferreira disse...

obrigado...tinha dado pela falta do teu "barco"....

bjo.

Lanna disse...

Bello, muy bello.
Beso.

tb disse...

...o poder de conservar as memórias de outras marés...
Belo o texto, bela a imagem. Fica presa a minha retina.

Anónimo disse...

saudade!
nostalgia!
ausência...do amor!
custa passar o tempo, custa ver os outros e como queremos estar de igual modo a namorar como os casais de namorados que se mostram felizes aos nossos olhos.
um dia ... esse dia vai chegar, a saudade desaparecer, bom sinal, sinal que estamos bem perto, a nosltalgia pode ser que sim, que ainda exista, mas temos dias que nem vamos pensar nisso, para que? se temos quem amamos para mais momentos iguais ou melhores, ausência que seja monomantânea, porque com certeza vamos passar a vida ao lado de quem amamos...acredita no positivo...um dia chegaremos lá...
e o amor (os que já vivenciamos tb é bom sinal, é sinal de que o vivemos, senão não sentiamos) que tivemos, temos por alguém, jamais será esquecido, permanecerá na memória e lembrança, mas haverá mais amores, que não sejam mais desamores, já chega de sofrer...mas um dia temos lugar ao sol, é só acreditar e lutar por isso...e amarmo-nos é mto importante também...um beijinho para ti...e bom fds...o meu será monotono, mas que fazer?...um dia melhorará...
o amor sente-se, não sei se saberemos dizer que não sei te amamos a outra pessoa, mas isso passa...são as saudades da ausencia...tem calma...melhores dias virão...força...
http:://quemestaai1.blogs.sapo.pt

anonima disse...

fantasia...tb é querer ;)

Ana Luar disse...

Este teu devaneio fez-me lembrar de um poema que gosto....


Ó meu Deus! Manda às horas que fujam,
Que deslizem em fio os instantes...
E o ponteiro que passa os quadrantes
Marque a hora em que a posso fitar!
Como Tântalo à sede morria,
Sem achar o conforto preciso...
Morro à míngua, meu Deus, de um sorriso!
Tenho sede, Senhor, de um olhar.


O longe só existe na distância das almas, João...
O perto... está dentro de nós, pessoas que sentem com alma... naquilo que sentimos, na maneira de expressar nossos desejos nossas vontades...
Entendo que é bom estar perto de quem amamos ou de quem gostamos... por isso se diz que quem inventou a distância não sabia o que era amar... Mas nem sempre o estar perto nos faz mais felizes... tu sabes disso!!!.... Tinha saudades de te ler... deixo um beijo eterno!