segunda-feira, julho 30, 2007

Eu sei...


Já não existem sereias no mar profundo para escutarem os nossos pedidos, morreram desiludidas...Resta-nos o silêncio esse ruído baixo e ensurdecedor que nos aflige por dentro.
Porque tem tudo de ser assim?
João 2007
Foto de Fernanda Veron

4 comentários:

AMMedeiros disse...

Mas, não tem.

Um beijo

Ana disse...

Triste, mas fabulosa a tua forma de amar. Que os ventos e os barcos te tomem pela mão e te fazem emergir do silêncio... a um leito de nenúfares, onde se faz ouvir um canto que diz que a teu lado alguém entoará, os mais belos cânticos de amor.

Beijos com sabor a maresia.

tb disse...

nem sempre. Podemos alterar. :)
Beijinho

mar... disse...

Que esse silêncio... então deixe de existir Poeta!
Um abraço sempre