sexta-feira, março 20, 2009

dos oceanos a fio...



Gostava de te encontrar pela manhã dos dias azuis
Descias a ladeira que te trazia à vila
E eu, sabedor das horas anunciadas pelo sol madrugador esperava-te
Nunca deste por mim
Nunca te dirigi a palavra
Ficava-me a olhar-te graciosa enquanto caminhavas
Os teus cabelos esvoaçando na brisa que se sentia impregnada com o cheiro das camélias em flor.
Um dia não vieste
Soube que foste embora em busca do amor
Dei-me conta nesse dia que o meu tinha partido
Nunca deste por mim, ou pelo cheiro das camélias que já morreram
Cansado
Um dia parti também
Quis o destino pregar-me a partida, ou quem sabe
Reencontrei-te na cidade à beira mar onde habitas
Depois de atravessar oceanos durante anos a fio
E quase ter esquecido o cheiro das camélias.
Os dias madrugadores de cor azul
Ou a ladeira por onde caminhavas em direcção à vila.
Ficamos os dois parados, tolhidos pela surpresa súbita
A partida do destino
Então sorriste
E então falaste
Então sorri
E então falei-te
Palavras breves como os segundos que marcam os intervalos do tempo




João marinheiro 2009
Foto, Mara Mitchel

7 comentários:

Maria disse...

"disseste-me adeus e voaste"...
os segundos, às vezes a vida...

Abraço-te

M. disse...

Mesmo tarde

melhor do que nunca

que os desaparecimentos doem

beijo

APC disse...

"Sabedor das horas anunciadas"... Como o é quem espera e sabe esperar.

Um grande abraço, meu amigo. Tenho andado esquecida de que existe a tal de blogoesfera. Mas creio que já sabia que a minha passagem da "inocência das palavras" te faria reagir. É bom saber-te vivo! :-) E vir aqui e lê-lo mesmo!

Crystal disse...

Então sorri, então falei-te: Tão bom reencontrar este rio!... Lindo!

Anónimo disse...

Tenho saudades dos outros textos que escrevestes e que de tempos a tempos eu relia com prazer.
Espero que os tivesses apagado por um bom motivo... Será que vão reaparecer em livro?
Continua. Escreves bem.

Anónimo disse...

Caro Marinheiro,

Conheci o blogue Memórias Virtuais, em 2008, li alguns posts e achei-os magnificos.
Volto agora e constato que retirou todos os posts antigos.
Talvez por abusos, mas continue a dar-nos o prazer de os ler.
Muito obrigada.
Fique bem,

(Maria da Praia)

Anónimo disse...

Caro Marinheiro,

Muito obrigada por disponibilizar alguns dos seus posts mais antigos, não todos com muita pena minha ...

Fique bem
Maria Silva